Emissões de gases que causam efeito estufa estão 14% acima de nível previsto para 2020

Ouvir /

Relatório sobre emissões de gases, coordenado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Pnuma, e pela Fundação Climática Européia, concluiu que em vez de reduzir, a concentração de gases, como o dióxido de carbono, aumentou na atmosfera.

Foto: Shutterstock/Christian Kobierski/UNEP

Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.

Um relatório das Nações Unidas concluiu que as emissões de gases que causam o efeito estufa estão 14% acima dos níveis previstos para 2020. A pesquisa, que também foi assinada pela Fundação Climática Européia, foi divulgada nesta quarta-feira, pouco antes da realização de uma reunião da ONU sobre o tema.

Segundo o relatório, os países devem agir rapidamente se o mundo quiser ter uma chance de manter o aumento da temperatura global abaixo dos dois graus centígrados até o final do século.

Poluição

O documento mostra que em vez de diminuir, o acúmulo de gases que causam o efeito estufa, como o dióxido de carbono, CO2, aumentou aproximadamente 20% desde 2000. O tema deve ser tratado durante a Conferência sobre Mudança Climática em Doha, que será aberta nesta segunda-feira, na capital do Catar.

O professor da Universidade de Lisboa, Felipe Duarte Santos, falou à Rádio ONU, de Bruxelas, sobre o desafio para combater as emissões de dióxido de carbono.

"No que se diz respeito a travar as emissões de CO2 para a atmosfera, eu diria que estamos numa situação muito difícil, numa situação que se pode caracterizar como de impasse. E portanto, enfim, aquilo que vai ter que acontecer é adaptarmos a um clima em mudança sem contudo deixar de continuar de  fazer um esforço muito grande de eficiência energética e de maior utilização e investimento nas energias renováveis."

São 55 especialistas de mais de 20 países envolvidos no relatório. Segundo eles, se nada for feito pelos governos, as emissões de gases deverão atingir 58 gigatoneladas num período de 8 anos.

Piora

A previsão agora é pior do que as análises anteriores que sugeriam que as emissões de gases deveriam estar perto das 44 gigatoneladas em 2020.

O relatório do Pnuma revela que mesmo que os níveis e as promessas mais ambiciosas para redução das emissões de gases forem implementados por todos os países, ainda existirá uma diferença, para mais, de 8 gigatoneladas equivalente de CO2 em 2020.

Gastos

Segundo a análise econômica, a inércia dos países vai causar um aumento dos custos de até 15% depois de 2020 se as reduções das emissões de gases forem adiadas pela próxima década.

A secretária-executiva da Convenção para a Mudança Climática da ONU, Christiana Figueres, disse que o relatório serve para lembrar os países de que o tempo para uma ação está acabando.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 29 DE AGOSTO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 29 DE AGOSTO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

setembro 2014
S T Q Q S S D
« ago    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930