Conselho de Segurança condena violência na RD Congo

Ouvir /

Avanços do grupo rebelde M23 intensificaram confrontos com forças do país africano; segundo agências de notícias, milhares fugiram da região, que é rica em recursos naturais.

Conselho de Segurança

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*

As Nações Unidas reafirmaram sua condenação ao recrudescimento dos confrontos entre os rebeldes do M23 e o exército da República Democrática do Congo, RD Congo.

O avanço, em Goma, do M23, grupo formado por dissidentes das Forças Armadas, foi condenado em uma reunião de emergência do Conselho de Segurança, realizada no sábado.

Influência

Analistas dizem que este é o maior avanço dos rebeldes em Goma, a capital do Kivu Norte. A região é rica em recursos naturais.

Em nota, o Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, pediu o fim dos confrontos. Ele disse ainda que os países, que têm influência sobre o M23, devem ajudar para acabar com a violência.

De acordo com agências de notícias, os avanços dos rebeldes forçaram milhares de pessoas a fugir de suas casas em Goma. Ban informou que as forças de paz da ONU na RD Congo, Monusco, irão continuar em Goma para cumprir seu mandato.

O contingente militar foi reforçado, segundo o porta-voz da Monusco, Kieran Dwyer. Ele disse ainda que a Monusco está apoiando o Exército congolês com tiros de canhão, foguetes e helicópteros para proteger os civis.

Segundo o porta-voz, a situação é extremamente tensa.

*Apresentação: Mônica Villela Grayley.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 22 DE OUTUBRO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 22 DE OUTUBRO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

outubro 2014
S T Q Q S S D
« set    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031