Cabo Verde é um dos países com problemas de superlotação no ensino primário

Ouvir /

Estudo da Unesco indica que no país, alunos de vários níveis de ensino frequentam a mesma sala de aulas; África Subsaariana afectada por falta de professores treinados, de escolas e de sanitários adequados.

Foto: UN PHOTO

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Cabo Verde é um dos países onde estudantes de classes diferentes assistem aulas na mesma sala no mesmo período, indica a Organização da ONU para Educação Ciência e Cultura, Unesco.

Ao lado do Chade, Congo, Guiné, Madagáscar, Mali e Níger, estudantes de três classes podem ser agrupados na mesma sala no país de língua portuguesa, indica um relatório do Instituto para Estatísticas da Unesco.

Ensino Primário

O estudo indica que na maioria dos países africanos, as aulas são lecionadas em salas que associam duas turmas do ensino primário.

Além da superlotação, a Unesco indica a carência de professores treinados, poucas escolas e a falta de sanitários, que muitas vezes não separam meninos e meninas. A pesquisa destaca os desafios minam as oportunidades das crianças terem sucesso a uma boa educação.

Participantes

No Chade, o número de alunos pode chegar  a 67, em contraste com menos de 30 nos países mais industrializados da economia do mercado, indica a Unesco.

O estudo observa que as classes iniciais são, geralmente, as mais lotadas, no que constitui preocupação pelo facto de serem as que mais determinam o futuro dos alunos.

JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 25 DE JULHO DE 2014
JORNAL DA ONU - BRASIL (5 MIN), 25 DE JULHO DE 2014
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

julho 2014
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031