Conselho de Segurança autoriza envio de missão à Síria

Ouvir /

Resolução foi adotada pelo órgão neste sábado; Missão de Supervisão da ONU na Síria, Unsmis, terá 300 observadores e duração inicial de 90 dias.

Conselho de Segurança aprovou resolução por unanimidade

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Em sessão extraordinária neste sábado, o Conselho de Segurança aprovou, por unanimidade, a criação da Missão de Supervisão das Nações Unidas na Síria, Unsmis. O órgão autorizou o envio da missão, que será composta por 300 observadores, por um período inicial de 90 dias.

O mandato da Unsmis, será o de monitorar o cumprimento do cessar-fogo e da violência armada e de acompanhar a implementação total do plano de acordo de seis pontos, criado pelo enviado especial da ONU e da Liga Árabe à Síria, Kofi Annan.

Apoio Humanitário

A resolução apoia a prontidão dos países vizinhos da Síria em prestar apoio  humanitário aos que fogem da violência e pede assistência adicional do Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur. De acordo com a ONU, mais de 61 mil refugiados sírios recebem ajuda.

O Conselho de Segurança expressou preocupação com o escalar da violência e os recentes relatos de feridos. A ONU estima que 9 mil pessoas morreram  após os protestos iniciados em março do ano passado.

Fim à Violência

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, saudou a decisão e instou o governo sírio e outras partes a criarem rapidamente as condições necessárias para o envio da missão.

Ban também ressaltou a necessidade do governo da Síria de por um fim à violência e às violações dos direitos humanos, em particular o uso de armamentos pesados em centros populacionais.

Em comunicado, o Secretário-Geral afirma esperar que o governo sírio garanta a operação eficiente da Unsmis, incluindo total e imediata liberdade de movimento e acesso ao país, e que garanta a segurança da missão.

Democracia

Ban Ki-moon diz esperar que o estabelecimento da Missão de Supervisão da ONU na Síria ajude a por um fim nas mortes e sofrimento do povo sírio e contribua para que o país siga para o caminho da democracia.

Na sexta-feira, o cessar-fogo no país completou uma semana, mas segundo o porta-voz do enviado especial Kofi Annan, a situação continuava frágil, com relatos diários de mortes.

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 20 DE OUTUBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 20 DE OUTUBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

outubro 2017
S T Q Q S S D
« set    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031