OMS quer vacinar 215 mil vítimas da seca no Corno de África

Iniciativa interagencial visa prevenir aumento de mortalidade e morbilidade devido à malnutrição e doenças transmissíveis; Acnur entrega 100 toneladas de tendas para refugiados em Dadaab.

Acnur anunciou a chegada da primeira série de carregamentos aéreos

Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova Iorque.

Cerca de 215 mil crianças residentes na fronteira entre o Quénia e a Etiópia serão vacinadas no final deste mês, anunciou esta segunda-feira a Organização Mundial da Saúde, OMS.

Um comunicado da agência, indica que a campanha de vacinação contra a pólio, sarampo e suplementação com vitamina A, será levada a cabo nos acampamentos que integram o complexo de Dadaab de 25 a 29 de Julho. As instalações albergam comunidades somalis afectadas pela pior seca ocorrida na região em mais de 50 anos.

Mortalidade

Com a iniciativa, que além da OMS envolve o Fundo da ONU para a Infância, Unicef, e as autoridades quenianas, pretende-se "evitar o aumento da mortalidade e morbilidade devido à malnutrição e doenças transmissíveis."

Entretanto, o Alto Comissariado da ONU para Refugiados, Acnur, anunciou a chegada, neste domingo, da primeira série de carregamentos aéreos para somalis desabrigados na Etiópia e no Quénia.

Carregamento de Tendas

O lote composto por 100 toneladas de tendas, entregue em Nairobi, foi seguido de um carregamento de outras 20 mil, foi transportadas do armazéns da agência, em Dubai, para Addis Abeba, nesta segunda-feira.

O carregamento faz parte das acções de apoio a mais de 430 mil somalis afectados, incluindo as cerca de 164 mil pessoas que chegaram deste o princípio deste ano aos dois países, aponta o Acnur.

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 18 DE JANEIRO DE 2018
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 18 DE JANEIRO DE 2018
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

janeiro 2018
S T Q Q S S D
« dez    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031