Brasil doa US$ 2 milhões para agricultura do Haiti

FAO afirma que a contribuição é importante para impulsionar o setor no país caribenho, como parte do plano de reconstrução após o terremoto; objetivo é que o Haiti possa produzir os alimentos que precisa.

Agricultura haitiana

Agricultura haitiana

Daniela Traldi, da Rádio ONU em Nova York.


A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, FAO, vai investir US$ 2 milhões, o equivalente a quase R$ 3,5 milhões, doados pelo Brasil, para estimular a agricultura no Haiti.

Segundo a agência da ONU, os recursos serão usados na compra e distribuição de sementes, fertilizantes, ferrramentas e outros insumos agrícolas para famílias haitianas.

Sementes

A FAO afirma que a contribuição é importante para impulsionar o setor no país caribenho, como parte do plano de reconstrução após o terremoto. O objetivo é que o Haiti possa produzir os alimentos que precisa.

A nova doação eleva para US$ 2,3 milhões, quase R$ 4 milhões, o total doado pelo Brasil no apoio à agricultura haitiana realizado pela agência.

O país também enviou 36 toneladas de sementes de milho, 36 toneladas de sementes de feijão e 172 quilos de sementes de hortaliças que estão sendo distribuídas a pequenos agricultures. Parte do material será guardado para uso nas próximas colheitas.

A FAO informa que já entregou sementes e ferramentas para mais de 68 mil famílias nas zonas afetadas pelo terremoto. Outras 40 mil famílias receberam apoio em Artibonite, região localizada no centro agrícola do Haiti.


JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031