Banco Mundial vai gerir novo fundo para combater fome global

Iniciativa, no valor de US$ 900 milhões, conta com contribuições dos Estados Unidos, Canadá, Espanha, Coreia do Sul e a Fundação Bill e Melinda Gates.

Redução da pobreza

Redução da pobreza

Carlos Araújo, da Rádio ONU em Nova Iorque.

O Banco Mundial vai assumir a gestão de um novo fundo que visa reduzir a fome global e a pobreza, com investimentos na segurança alimentar e agricultura.

A iniciativa, no valor de US$ 900 milhões, conta com contribuições dos Estados Unidos, Canadá, Espanha, Coreia do Sul e a Fundação Bill e Melinda Gates.

Segurança Alimentar

O Banco Mundial terá o papel de administrador do fundo, competindo ainda ao órgão as funções de coordenação e supervisão.

A ideia da criação do programa foi originalmente discutida durante a cimeira do grupo dos países mais industrializados do mundo, G-8, na cidade italiana de L”Aquila, em Julho de 2009.

Durante a reunião, os líderes mundiais prometeram mais de US$ 20 mil milhões para reforçar a segurança alimentar e a agricultura.

Uma nota do Banco Mundial afirma que o fundo pretende canalizar recursos para os países em desenvolvimento para aumentarem a sua produção agrícola e produtividade.

Realidade

O presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, disse que a crise alimentar continua uma realidade, particularmente na África Subsaariana.

Ele afirmou que a coordenação e cooperação são vitais para o reforço da produção agrícola, já que o sector constitui o principal meio de subsistência para 75% dos pobres no mundo.

JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
JORNAL DA ONU - 5 MIN, 15 DE DEZEMBRO DE 2017
Loading the player ...

SIGA A RÁDIO ONU NAS REDES SOCIAIS

 

dezembro 2017
S T Q Q S S D
« nov    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031